doencas-aparelho-urinario

6 Doenças do Aparelho Urinário Masculino e Feminino

Doenças mais comuns do aparelho urinário

1) Infecção urinária feminina

Existem muitas doenças que podem acometer o aparelho urinário. Contudo, nos homens, as mais comuns são a hiperplasia benigna e o câncer da próstata. Na mulher, a patologia mais frequente é a infecção urinária, que ocorre devido a uma série de fatores.

sistema-urinario

Causas

Uma das causas do problema é o fator genético. Isso significa que as mulheres nascem propensas a desenvolver a infecção urinária. Ao analisar o histórico familiar dessas pacientes, há uma grande probabilidade de que parentes de primeiro e segundo grau também tenham sofrido com essa doença. A ingestão insuficiente de líquidos, higiene pessoal, e maus hábitos de vida também contribuem para a infecção do trato urinário.

Tratamento

Normalmente, a infecção urinária tem origem bacteriana. Logo, o problema costuma ser tratado com o uso de antibióticos (vários podem ser usados). Além disso, os pacientes são orientados a ampliar o consumo de água e a manter o corpo em repouso. O tratamento com antibióticos por via oral em regime domiciliar é válido tanto para os casos de cistite (mais comum), como pielonefrite.

2) Corrimentos

A má hidratação do corpo feminino não provoca corrimentos, que são secreções vaginais e não possuem qualquer relação com a secreção uretral. Normalmente, os corrimentos são determinados em virtude de doenças sexualmente transmissíveis. Para esclarecer a origem do problema, a mulher deve se consultar com um ginecologista.

3) Incontinência urinária

A incontinência urinária é uma doença grave que atinge pessoas em todo o mundo. De acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia, cerca de 5% da população nacional (10 milhões de habitantes) sofre com a doença. Atualmente, a maior incidência do problema está no público feminino, já que de 40 a 60% das mulheres já teve ou possui algum tipo de incontinência urinária. No caso dos homens, a maioria busca atendimento médico após serem submetidos à cirurgia de prostatectomia radical.

A bexiga está situada na região da pélvis. Elástica, ela se enche e se esvazia de acordo com a quantidade de urina. A capacidade máxima de armazenamento de do órgão é em torno de 500ml. Cabe ao assoalho pélvico controlar a funcionamento da uretra, canal de saída da urina. Os pacientes que sofrem de incontinência urinária podem fazer exercícios visando o fortalecimento da região e, por conseguinte, o controle dos sintomas.

Causas

Cabe diferenciar as causas da incontinência urinária em homens e mulheres. Como mencionado anteriormente, boa parte dos casos de incontinência urinária masculina resulta da realização da prostatectomia radical, cirurgia efetuada em pacientes vitimados pelo câncer de próstata. Dentre todos os homens submetidos ao procedimento, cerca de 2 a 3% deles podem desenvolver essa disfunção.

Já com relação à mulher, a incontinência urinária é uma doença intrínseca ao organismo feminino e independente de qualquer ato cirúrgico. Conforme o corpo envelhece, a mulher perde a tonacidade de sua musculatura pélvica.

Se houver necessidade de fisioterapia, o indivíduo é encaminhado ao profissional fisioterapeuta, que determinará quais são os exercícios fisioterápicos que se aplicam a cada caso.

Leia o artigo a seguir para saber tudo sobre queda de testosterona.

4) Retenção urinária

A retenção urinária consiste na incapacidade do indivíduo em expelir a urina. Trata-se de uma situação emergencial aguda e que requer um tratamento hospitalar, no qual é introduzida uma sonda através da uretra com direção à bexiga.

As pessoas que não bebem o volume diário adequado de água não apresentam retenção urinária. Elas apenas tendem a expelir uma urina excessivamente amarelada.

5) Ardência ao urinar

Normalmente, a presença de fissuras, pruridos e ardência no prepúcio da glande tem relação direta com uma infecção fúngica, provocada por um pequeno verme chamado cândida. O tratamento costuma ser realizado por meio do uso de pomadas e antifúngicos orais.

6) Urina com sangramento

Em indivíduo muito jovens, a principal causa de hematúria (sangramento na urina) é a litíase (cálculo urinário). Nos pacientes mais idosos, a presença de sangue da urina sempre aponta para uma suspeita de uma neoplasia (tumor), quer esteja vinculado à bexiga, próstata ou aos rins. De qualquer forma, o indivíduo deve ser analisado por um urologista a fim de ser diagnosticado e tratado.

Créditos: aumentartestosterona.com.br